VAMOS FALAR DE BIOLOGIA?

Sistema Nervoso Central, Coluna Vertebral e Espinal Medula

Para melhor compreensão da Spina Bífida é importante clarificar a estrutura do sistema nervoso central e da própria coluna vertebral.  O sistema nervoso central e a coluna desenvolvem-se entre o 14º e o 28º dia de gestação, isto é, após a conceção.

O sistema nervoso central é formado pelo cérebro e pela espinal-medula. A função do cérebro é a de receber as informações provenientes quer do próprio corpo quer dos estímulos vindos do exterior e do ambiente externo, armazená-los, analisá-los e interpretá-los, dando depois as respostas consideradas adequadas à satisfação das necessidades identificadas.

As mensagens do cérebro passam pela espinal medula, que se localizam no centro da coluna vertebral, que as reconduz através das estruturas nervosas- “nervos”- às diferentes partes do corpo. Assim, podemos considerar que o sistema nervoso central é o principal canal de comunicação do corpo quer pela sua função de receção (cérebro) quer de comunicação com os nervos (espinal medula).

Como já referido, a espinal medula localiza-se no interior da coluna vertebral (também designada por ráquis) e que constitui o eixo longitudinal do esqueleto do ser humano.

A coluna vertebral é constituída por ossos, designados por vértebras, que têm duas funções principais: proteger a espinal-medula e dar apoio aos músculos.

A coluna vertebral pode dividir-se em quatro segmentos: o cervical (que detém sete vértebras) o torácico ou dorsal (que é constituído por doze vértebras), o lombar (que comporta cinco vértebras) e o sacrococcígeo (formado pela fusão de 5 vértebras da zona do sacro e da fusão de quatro ou cinco vértebras da zona do cóccix).

No interior dessa estrutura óssea, mais precisamente dentro do canal raquidiano, localiza-se a medula que se assemelha a um cordão nervoso alongado.  Desta espinal-medula saem as raízes nervosas que se organizam em nervos e que têm a tal função de receber, organizar e distribuir a informação de e para o cérebro. No entanto, estas raízes nervosas estão dispostas e organizadas de forma segmentária ao longo da extensão da medula espinal, isto é, raízes nervosas de cada segmento irradiam da medula para inervarem regiões específicas do corpo. Os segmentos da medula cervical controlam os movimentos da região cervical e dos membros superiores, os segmentos da medula dorsal controlam a musculatura do tórax, abdómen e parte dos membros superiores, os segmentos da medula lombar controlam os movimentos dos membros inferiores e os segmentos da medula sagrada controlam parte dos membros inferiores e o funcionamento da bexiga e do intestino. (Gonçalves, O. 2003).

 A SPINA BÍFIDA

O que é?

A Spina Bífida é uma malformação congénita da coluna vertebral que resulta de um defeito na formação das vértebras aquando da formação do tubo neural, entre o 14º e o 25º dia de gestação, ocasionando uma fenda que causa danos ao sistema nervoso central.

Especificando: entre a 3ª ou 4ª semana de gestação parte da ectoderme que irá formar o sistema nervoso deprime-se em goteira e no seu encerramento ocorre um erro.

Segundo Cuberos (1993), a Spina Bífida, resulta de uma malformação congénita do sistema nervoso que tem como principal característica uma fenda da coluna vertebral e que é consequência do encerramento anormal do tubo neural (estrutura embrionária que dará origem ao cérebro e à espinal-medula) por volta dos 28 dias de gestação, ou de uma rotura posterior ao encerramento do tubo.

As vértebras afetadas têm uma incorreção posterior de modo que o anel ósseo não cerca completamente a espinal-medula. Assim sendo, deixa uma abertura em que o arco posterior fica dividido, isto é bífido. Esta má formação pode ocorrer numa ou mais vértebras sendo mais comum ao nível do segmento da zona sacro-lombar.

Na Spina Bífida a medula e as raízes espinais são indevidamente formadas afetando a função de comunicação com os nervos que, assim sendo, podem não ter a capacidade de controlo dos músculos, o que vai originar paralisias e outras perturbações.

Subsistem várias formas e graus de lesão, tendo como as mais relatadas a Spina Bífida oculta, meningocelo, lipomeningocelo e mielomeningocelo.

 

(caso sinta necessidade coloque as legendas em português)

Outras notícias

A ASBIHP desceu a Avenida !

25A ASBIHP desceu a Avenida Integrada na comitiva da @apd_nacional a ASBIHP, alguns associados, família e amigos desceram a Avenida para lembrar os direitos conquistados pelas pessoas com deficiência e representar, na marcha, a voz da nossa Associação na comemoração...

Associados e associadas vão ao teatro com a ASBIHP!

Um grupo de associados e associadas assistiu hoje à peça "Heróis do Infinito" da @acompanhiajgm com a incrivel @catarinawallenstein no Museu do Teatro e da Danca, em Lisboa. Cultura acessível em termos de gratuidade e em termos de mobilidade é fundamental para trazer...

Assistimos às Jornadas da Infância em Cascais!

A ASBIHP está hoje representada pela sua Presidente da Direção, Liliana Sintra, nas "V Jornadas da Infância" organizadas pela Plataforma Crescer Melhor em Cascais, a ter lugar no Estoril. Porque acreditamos que a deficiência não pode estar reservada a eventos de nicho...